A CARA DO DESESPERO

Eu sou igualzinho com bebê. “Meu Deus o que foi que eu fiz?”

Deixe seu comentário